13 novembro 2013

Os Homens que não Amavam as Mulheres







Os Homens que não Amavam as Mulheres
Autor: Stieg Larsson
Editora: Companhia das Letras
Número de Páginas: 522


Sinopse:
Primeiro volume de trilogia cult de mistério que se tornou fenômeno mundial de vendas, Os homens que não amavam as mulheres traz uma dupla irresistível de protagonistas-detetives: o jornalista Mikael Blomkvist e a genial e perturbada hacker Lisbeth Salander. Juntos eles desvelam uma trama verdadeiramente escabrosa envolvendo a elite sueca.
Os homens que não amavam as mulheres é um enigma a portas fechadas - passa-se na circunvizinhança de uma ilha. Em 1966, Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial, some sem deixar vestígios. No dia de seu desaparecimento, fechara-se o acesso à ilha onde ela e diversos membros de sua extensa família se encontravam. Desde então, a cada ano, Henrik Vanger, o veelho patriarca do clã, recebe uma flor emoldurada - o mesmo presente que Harriet lhe dava, até desaparecer. Ou ser morta. Pois Henrik está convencido de que ela foi assassinada. E que um Vanger a matou.
Quase quarenta anos depois o industrial contrata o jornalista Mikael Blomkvist para conduzir uma investigação particular. Mikael, que acabara de ser condenado por difamação contra o financista Wennerström, preocupa-se com a crise de credibilidade que atinge sua revista, a Millennium. Henrik lhe oferece proteção para a Millennium e provas contra Wennerström, se o jornalista consentir em investigar o assassinato de Harriet. Mikael descobre que suas inquirições não são bem-vindas pela família Vanger. E que muitos querem vê-lo pelas costas. De preferência, morto. Com o auxílio de Lisbeth Salander, que conta com uma mente infatigável para a busca de dados - de preferência, os mais sórdidos -, ele logo percebe que a trilha de segredos e perversidades do clã industrial recua até muito antes do desaparecimento ou morte de Harriet. E segue até muito depois.... até um momento presente, desconfortavelmente presente Skoob
                                                                                Imagem do filme na versão em inglês


  O que eu tenho a dizer deste livro é: NOSSA! UAU! OMG tirou meu fôlego totalmente. Fico impressionada como o Stieg Larsson conseguiu criar tantos detalhes que se entrelaçam e que te prendem a cada página! Nossa, ele é o cara! Pena que parou no terceiro livro da série Millennium.Não vou falar aqui sobre como é o enredo, porque vai ficar muito longo, por esse motivo já deixei a sinopse que peguei no Skoob ai em cima pra quem se interessar. O que eu quero mesmo é falar sobre as impressões que tive ao ler o livro e porque eu dei cinco estrelas a ele.
  
  O livro me cativou de cara porque se trata de um mistério, e eu amo mistérios, não é a toa que sou uma sherlockiana de plantão rsrsrsrs. Esse tema me atrai e o modo como o Stieg foi desenvolvendo a trama é algo muito legal, você fica numa tensão porque qualquer um pode ser o culpado e o Mikael vai descobrindo coisas no desenrolar da história que me fizeram parar algumas noites, porque eu fiquei com medo! Rsrsrsrs
  
  A Lisbeth é demais! E ela me cativou no exato momento que eu consegui perceber que ela é muito subestimada pelas pessoas que estão ao seu redor, mas que ela é na verdade surpreendente!Ela tem uma mentalidade, uma forma de pensar que eu gostei muito mesmo. E quando ela se une a Mikael tudo começa a progredir e o suspense aumenta e....alerta de spoiler, tenho que parar por aqui.

Também gostei muito de conhecer um pouco a Suécia e entender a crítica do Stieg , como ele fala a respeito da violência contra a mulher. O final é surpeendente mesmo! Eu comecei a deduzir o que tinha acontecido, mas só quando tudo começou a se esclarecer. Superindico essa obra, depois vou falar um pouquinho sobre o filme em outro post, e é isso...bjos!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...